Bem-vindo a Nova Arxo

A Nova ARXO é líder na fabricação de tanques jaquetados e uma empresa brasileira com mais tempo de mercado no segmento de tanques de combustíveis. São 52 anos de qualidade e segurança em tudo o que faz.

Caixa separadora de Água e Óleo (SAO) ARXOFLEX, saiba como funciona.

Caixa separadora de Água e Óleo (SAO) ARXOFLEX, saiba como funciona.

As atividades de postos de combustível, que envolvem armazenamento, abastecimento, coleta de óleo lubrificante usado, contenção, lavação, descarga de combustível, são consideradas potencialmente poluidoras.

Desta maneira, os impactos ambientais causados podem e devem ser controlados, até mesmo evitados, investindo em medidas de gestão ambiental, seguindo as legislações  e licenças vigentes.

Essa atividade foi considerada sujeita ao licenciamento ambiental pela Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) nº 237 em 1997, e mais recentemente regulamentada e padronizada pela Resolução CONAMA nº 273 de 2000.

Equipamento fundamental para a manutenção das boas práticas ambientais é a caixa separadora de água e óleo ou SAO.

O sistema foi desenvolvido  para tratamento de óleos livres oriundos de derramamentos eventuais em postos de combustível, atendendo as exigências da NBR 14.605, “Posto de Serviço – Sistema de Drenagem Oleosa”.

A caixa separadora de água e óleo trabalha com o conceito de coalescência, onde as partículas menores de fluidos multifásicos tendem a se aglutinar em porções maiores e também trabalha com conceito baseada na velocidade de flutuação dos óleos.

Uma caixa separadora de água e óleo é um tanque que reduz a velocidade do efluente oleoso de forma a permitir que o óleo livre se separe da água por ação da gravidade.

Alguns tipos de óleos podem não ser tratados adequadamente pelo separador de água e óleo, como por exemplo os óleos emulsionados mecanicamente, óleos emulsionados quimicamente e óleos dissolvidos.

Há vários fatores que afetam a eficiência da separação, tais como o tamanho da gota de óleo, a densidade do óleo, a temperatura do ambiente, o pH do efluente, a presença de sabões ou detergentes, entre outros. Dentre estes, o que mais impacta negativamente no funcionamento do equipamento é a presença de detergentes ou sabões, portanto, a água que vai para a caixa separadora deve ser isenta destes produtos.

Funcionamento

O funcionamento das caixas separadoras de água e óleo ARXOFLEX ocorre da seguinte maneira:

Sistema de funcionamento da caixa separadora de água e óleo - SAO - ARXOFLEX

Sistema de funcionamento da caixa separadora de água e óleo – SAO – ARXOFLEX

O afluente contendo água e óleo entra pelo tubo de entrada (1), sendo despejado no cesto separador de sólidos (2) onde haverá a retenção de sólidos de tamanhos superiores a 5 mm. Devido a redução considerável na velocidade do fluido, boa parte do óleo já iniciará separação nesse ponto.

O afluente segue em frente sendo retirado por um tubo instalado próximo ao fundo da primeira câmara e destinado ao lado de cima da segunda câmara (3). O afluente então irá atravessar o filtro coalescedor  (4) que tem a função de aumentar o caminho percorrido pelo afluente e, consequentemente o tempo de residência no equipamento. O filtro coalescedor  favorece o aumento do tamanho das gotas de óleo contidas no afluente, favorecendo a separação. Nessa câmara é possível retirar parte do óleo separado através do coletor de óleo (5).

O afluente segue em frente sendo retirado por uma ranhura próxima ao fundo da segunda câmara e destinada ao lado de cima da terceira câmara (6), onde haverá uma última separação das gotas remanescentes de óleo.

O afluente é finalmente retirado da terceira câmara por um tubo instalado próximo ao fundo (7) podendo agora ser destinado à rede coletora (8).

Saiba mais sobre a linha completa ARXOFLEX , clicando aqui.