Bem-vindo a Arxo

A ARXO é líder na fabricação de tanques jaquetados e uma empresa brasileira com mais tempo de mercado no segmento de tanques de combustíveis. São 52 anos de qualidade e segurança em tudo o que faz.

A gestão financeira para postos de combustível

A gestão financeira para postos de combustível

Garantir o bom funcionamento do posto de combustíveis é o objetivo de todo dono. Afinal, como empreendedor, a ideia é ter um negócio rentável, maximizando lucros e minimizando os gastos e, assim, se consolidar no mercado e expandir o negócio.

Para alcançar esses objetivos, o ideal é realizar uma boa gestão financeira. Isso significa gerir o dinheiro do seu caixa da forma mais eficiente possível.

No post de hoje, nós vamos apresentar 5 dicas de como fazer a gestão financeira do seu posto de combustíveis para tornar o seu controle mais eficiente e garantir maior rentabilidade.

Continue lendo!

Faça um planejamento financeiro

O planejamento financeiro é uma projeção das suas receitas e despesas em um determinado período, o ideal é que seja anual.

Por meio dele, é possível traçar um plano de ação, com orçamento definido, com limite de gastos, capital para investimento, valor necessário para capital de giro.

Traça-se, portanto, uma meta para o negócio e as estratégias para alcançá-la. No entanto, essa meta deve considerar, também, a situação do mercado e todas as questões que possam influenciar a gestão financeira, como a variação do preço do combustível.

Assim, você não vai agir com impulsividade e fazer um investimento porque naquele mês há uma quantia maior em caixa. Qualquer ação deve ser previamente estudada e planejada.

Acompanhe o fluxo de caixa

O fluxo de caixa é o registro de toda movimentação financeira de uma empresa, ou seja, o controle de entradas e saídas de dinheiro. Nele, deve constar toda e qualquer quantia que seja movimentada, por menor que seja. Isso porque você pode perceber que esses constantes pequenos valores podem significar uma grande quantia no final de um período.

O ideal em um fluxo de caixa é categorizar cada movimentação para ser possível detectar as falhas e os acertos no negócio. Assim, não divida apenas em entrada e saída, especifique, por exemplo, as despesas fixas, despesas com funcionários, com compras e faça o mesmo com as receitas.

Lance os valores consolidados, mas mantenha uma parte separada para as projeções. Assim, você terá um controle de seu caixa diário, mas também terá controle das movimentações futuras.

Separe as finanças pessoais das finanças do posto

É comum o dono de um empreendimento se comportar como se a conta bancária do negócio fosse sua própria conta. Isso não é indicado em nenhum caso, na medida em que facilmente perderá o controle de receitas e despesas do posto e de sua condição financeira pessoal.

Até porque, se você fizer isso, já terá abandonado as duas dicas anteriores e colocado a gestão financeira em risco.

Para evitar isso, aconselha-se estipular uma retirada mensal, como um pró-labore, e, ao fim de um período, retirar uma participação nos lucros. Além, é claro, de manter as contas bancárias distintas.

Use ferramentas de controle

Use as tecnologias de que dispomos. É possível encontrar no mercado softwares de gestão que facilitam o controle do fluxo de caixa, a gestão do estoque, a gestão de fornecedores, a folha de pagamento dos funcionários, entre outros.

Além disso, o próprio sistema reúne as informações do negócio e integra os dados disponibilizados, proporcionando um melhor monitoramento. E o melhor, pode ser acessado de qualquer lugar e a qualquer hora.

É, enfim, uma ferramenta prática e segura e que pode te proporcionar menos esforço na hora de acompanhar todos os mecanismos de gestão.

Conte com a assessoria de um contador

Contar com a assessoria de um contador é fundamental para o alcance de uma boa gestão do seu negócio. Isso porque são muitas as demonstrações contábeis a serem feitas e o direcionamento de alguém com conhecimento técnico pode ser mais eficaz.

Nesse sentido, um contador pode te orientar na hora de fazer um planejamento financeiro e um planejamento tributário, tornando mais eficiente suas movimentações financeiras.

Para facilitar o seu trabalho e o de seu contador, arquive todos os seus documentos fiscais. Eles são necessários não só por questões legais, mas também para te auxiliar no planejamento.

Seguindo todas essas dicas, seu posto de combustíveis contará com uma gestão financeira eficiente e, consequentemente, aumentará os seus rendimentos.

Gostou do post? Aproveite para conferir também nosso artigo com as 5 dicas imperdíveis para diminuir os custos do posto de combustível!